Nunca vi árvore com MIMIMI


São como mães que estão sempre prontas para receber quem vem até elas, até nós humanos elas abrigam do sol forte com sua sombra. Elas tem um silêncio incrível e uma comunicação no silêncio. Aqui escrevendo sobre elas ouço  um pica pau perfurando uma árvore ao longe, ela se oferece e se doa. Passam por fortes tempestades que dão a aparente sensação de que logo vão ao chão, algumas se vão por inteiro, outras galhos e folhas se vão e ficam as cicatrizes, essas sim tem um verdadeiro jogo de cintura e depois das tempestades estão ali firmes fortes para viver mais um dia. Pois nunca vi uma árvore com  mimimi Elas sabem e sentem que as tempestades são passageiras e o fluxo da vida deve continuar. São renovadoras, transformadoras e transmutadoras. Vocês já viram  a revira volta de uma árvore  quando se queima? Ou quando suas folhas são cortadas pelas formigas? Elas se renovam, voltam mais fortes mais encantadoras e com muito mais vida. Pois nunca vi uma árvore com mimimi E aquelas que nascem nas selvas de pedras? Andando de carro esses dias pela rodovia Fernão Dias vi sobre aquelas contenções nos barrancos, todo envolvido com cimento elas achando seu caminho, nada pode impedir seu caminhar  e nunca desistem. Talvez estas sejam um pouco mais franzinas, mas o importante é que  elas não se entregam, são muito fortes e muito resistentes pois venceram seus próprios limites para cumprir o seu propósito em  viver aquele momento. Pois nunca vi uma árvore com depressão. Muito pelo contrário, já presenciei  pessoas com depressão resgatarem o brilho nos olhos ao contemplar  e enxengar a beleza das árvores . Escrevendo tudo isso me dou conta de que temos muito a aprender com elas, pois com todas suas dificuldades que passam elas sempre acham um caminho e uma força pra seguir em frente. Olha a honra que temos de sermos alunas e alunos dessas sabias professoras. Pois nunca vi uma árvore com mimimi Sonia Xavier.

43 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

O orixá

O orixá, ou a energia tempo. Lembro me uma vez de ir a um terreiro e dentro da minha ignorância perguntei ao medium quais eram seus orixás, e esperando que ele me disesse um dos normais como Ogum, Xan

© COPYRIGHT 2020 Núcleo Avatar todos os direitos reservados